Brasil bate Paraguai na estreia do Sul-Americano

brasil_paraguai_fiba1
(Foto: FIBA)

O fantasma da campanha desastrosa da Copa América ainda assombra a seleção brasileira masculina de basquete. No entanto, nesta quinta-feira, o Brasil começou a apagar essa mancha. Foi preciso um susto nos minutos iniciais, mas, mesmo sem as estrelas verde-amarelas, a equipe montou uma boa marcação para vencer o Paraguai por 73 a 56 na estreia do Campeonato Sul-Americano. Na mesma Venezuela do vexame de 2013, só que na Ilha Margarita, o Brasil deu o primeiro passo para se classificar para os Jogos Pan-Americanos de 2015, em Toronto, no Canadá.

Como Tiago Splitter, Nenê, Anderson Varejão & Cia. estão em São Paulo se preparando para o Mundial da Espanha, que começa no dia 30 de agosto, coube a Raulzinho e Rafael Hettsheimer liderar o Brasil no Sul-Americano – os dois, assim como toda a equipe que está na Venezuela, ainda briga pelas últimas vagas no grupo de Rubén Magnano. Em pouco mais de 13 minutos em quadra, Hettsheimer ficou perto do duplo-duplo, com 13 pontos e nove rebotes. Raulzinho, por outro lado, comandou o Brasil e fez nove pontos.

– Vencer na estreia é sempre muito importante para dar moral ao grupo. Não fizemos um bom primeiro período, mas a partir do segundo quarto começamos a imprimir nosso ritmo de jogo. Na etapa final, a equipe deslanchou, abrimos uma boa vantagem e administramos até o final – disse Hettsheimer.

Além do título, o Brasil mira também neste Sul-Americano uma das três vagas para o Pan-Americano de Toronto. A competição também dá quatro vagas para o Pré-Olímpico de 2015 – apesar de já classificado para as Olimpíadas por ser o país sede, o Brasil pretende disputar a competição como convidado. A seleção volta à quadra da Ilha Margarita nesta sexta-feira, às 14h (de Brasília), para encarar o Equador. O último duelo verde-amarelo no Grupo A será contra a Argentina.

TABELA

Quinta-feira, 24/07
Grupo B – Uruguai 92 x 52 Chile
Grupo A – Equador 44 x 100 Argentina
Grupo A – Brasil 73 x 56 Paraguai
Grupo B – Peru 49 x 86 Venezuela

Deixe uma resposta