Bolsonaro tira da Globo poder de transmissão e dá direito aos clubes

Foto: REUTERS/Pilar Olivares

O governo federal decidiu assinar a medida provisória que permite a flexibilização dos contratos dos jogadores de futebol com os clubes até 31 de dezembro. A assinatura de Bolsonaro faz com que um trecho da Lei Pelé sofra alteração e as equipes possam firmar contratos com os atletas de apenas 30 dias – a lei determina que o vínculo mínimo seja de 90 dias.

A MP também mexe com as negociações dos direitos de transmissão das partidas. A partir de agora, são os clubes mandantes quem têm o direito de arena sobre as partidas. Isso significa que um clube pode negociar com uma emissora de TV para que seus jogos como mandantes sejam transmitidos, mesmo que o adversário tenha acerto com uma outra emissora.

Em nota, a Globo afirmou “que vai transmitir regularmente os jogos de acordo com os contratos vigentes e que está pronta para tomar medidas legais contra possíveis tentativas de violação de seus direitos”.

Deixe uma resposta