As traições na eleição de Eduardo Cunha

eduardo cunha

Eduardo Cunha teve 49 votos além do esperado.
E Arlindo Chinaglia teve 44 votos a menos do que oficialmente deveria ter.

Toda eleição secreta de política tem traição.

Em 1978 Paulo Maluf disputou vaga de candidato a governador com Laudo Natel.

Os dois eram do mesmo partido que apoiava o regime militar.

E dois presidentes militares, Geisel e Figueiredo declararam voto em Laudo Natel contra Maluf.

Teoricamente igual o Palácio atual fez com Arlindo.

Em 78 Maluf ganhou a eleição com votos que oficialmente deveriam ir pra Natel.

Mas nos dias atuais, mesmo que não houvesse traição, ainda assim Eduardo Cunha venceria.

Detalhe curioso de um novato que acabou de tomar posse.

O novo líder no PSD, que nem lembro o nome, antes da eleição de ontem deu entrevista a uma jornalista da TV Câmara dizendo que os políticos de seu partido tinham liberdade de votar em quem desejassem.

Isto é o que menos se espera de um partido que declara tanta lealdade a Dilma.

E Eduardo Cunha nem era o mais amado da presidente.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta