As Forças Armadas acabaram

Foto: Reprodução

Durante os governos FHC, Lula e Dilma, os comandantes militares foram passivos permitiram que FHC miserabilizasse as Forças Armadas, no que foi acompanhado por seu aluno Lula e sua aluna Dilma, tornando as Forças Armadas algo sem serventia pra garantir a segurança nacional.
Em momento algum nenhum dos comandantes protestou sequer particularmente.
Permitiram que os comunistas campeassem à vontade e até comandassem a Defesa.
Jogaram fora todos os ensinamentos dos comandantes anteriores e dos professores da Escola de Comando do Estado Maior das Forças Armadas.
O Brasil não tem Forças Armadas que defenda seu povo.
O atual comandante do Exército apenas se lamenta num canto aqui ou outro ali, mas atitude de defesa dos direitos das pessoas de bem ficam apenas em palavras.
O povo não tem mais um Exército que o defendeu igual 64, quando o comunismo era algo inaceitável.
Bater continência pra quem acabou com os ministérios militares e acabou com a modernização das Forças Armadas, bater continência pra quem dava dinheiro pra Cuba em detrimento do Brasil ou bater continência pra quem assaltou banco e fez parte do grupo que explodiu o Comando Sudeste, jamais esteve em manual do que quer que seja das Forças Armadas.
O Brasil está sem comandantes militares à altura das Forças Armadas e por isto o banditismo na política campeia, o banditismo nas cidades campeia, o banditismo contra pessoas de bem campeia.

Deixe uma resposta