Arbitro agredido por Dudu lamenta pena menor

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O árbitro Guilherme Ceretta de Lima, agredido pelo atacante Dudu durante a final do Campeonato Paulista, lamentou o acordo que reduziu a punição imposta ao jogador de 180 dias para seis partidas.

Ceretta disse que “já esperava que alguma coisa pudesse ocorrer em favor do infrator, afinal estamos no Brasil, onde tudo se dá um ‘jeitinho'”.

“Respeito todas as decisões de qualquer Tribunal ou Entidade, mas não sou obrigado a concordar, e nesse caso específico, abrimos um precedente perigoso, que deixa os jogadores, dirigentes, torcedores a vontade para praticar tal ato ou algo parecido, sabendo que a punição é branda”, continuou Ceretta.

O caso aconteceu no duelo Santos x Palmeiras, na Vila Belmiro. Na ocasião, Dudu se estranhou com Geuvânio, e ambos acabaram expulsos. O palmeirense, então, perdeu o controle, partindo para cima do juiz.

“Você é um safado, sem vergonha. Veio aqui roubar a gente, seu filho da p…, mau caráter, ladrão”, relatou Guilherme Ceretta na súmula.

“Infelizmente constatado mais um reflexo do ‘Inesquecível 7 a 1’. Aos poucos vamos detectando os problemas do nosso futebol em que todos acham que é somente dentro de campo. Agora é confiar na Justiça Comum para mostrarmos a todos os árbitros e ao País que ainda temos alguém do nosso lado”, finalizou árbitro.

Deixe uma resposta