Após ser desclassificado na Austrália Ricciardo afirma: ‘Não sabia de nada’

Daniel
(Foto: Getty Images)

 Apesar de ter sido desqualificado do GP da Austrália em função de seu carro ter excedido consistentemente o limite de combustível permitido, Daniel Ricciardo afirmou nesta quinta-feira, durante coletiva para a etapa da Malásia, que não teve nada a ver com a decisão da RBR de ignorar os avisos da FIA sobre o uso de um sensor próprio, em vez de utilizar um fluxômetro fornecido pela federação.

– Eu não sabia de nada. Durante a corrida, estávamos fazendo todo o lance de economizar combustível e tal. A equipe apenas estava me informando o quanto economizar a cada volta, mas nada mais do que isto. Eu realizei a minha corrida. Fiz o que achava que era o melhor que podia. A polêmica pós-prova nunca foi minha luta. Aquilo era a parte do time. Eu estava orgulhoso do que fiz. Senti que realizei meu trabalho do jeito que deveria, e o resto estava fora do meu controle. Domingo à noite foi um pouco frustrante. Não é o tipo de notícia que você quer ouvir quando está tentando celebrar. Mas, definitivamente, eu tirei mais pontos positivos do fim de semana do que negativos – afirmou o australiano à revista britânica “Autosport”.

A apelação da RBR está marcada para ser julgada em 14 de abril, em Paris, em que o time afirmará que não violou as regras. O chefe do time, Christian Horner, afirmou que não teve escolha, senão ignorar as inconsistentes leituras do fluxômetro da FIA, para evitar um impacto significante na performance da RB10 de Ricciardo.

– Obviamente, o time esteve envolvido na questão durante os últimos nove ou dez dias. Eu confio que eles farão o que for necessário para que isso não aconteça novamente.

O Segundo GP da Temporada acontece na Malásia acontece na noite de Sábado para Domingo ás 5hrs, mesmo horário do treino de Sexta para Sábado.

Deixe uma resposta