Após o episódio da agressão a Sonnen, Dida é expulso do TUF Brasil 3

andre-dida-2_tuf3
(Foto: TV Globo)

As imagens da briga entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen chegaram até o presidente do Ultimate, Dana White, e o dirigente decidiu reunir treinadores e assistentes para dar uma bronca geral e também anunciar a expulsão de André Dida do TUF Brasil 3. Dida, que era o responsável pela parte de trocação da equipe de Wand, acertou alguns socos por trás em Sonnen enquanto o americano estava no chão com o ex-lutador do Pride.

Através de uma teleconferência, Dana White reuniu Wanderlei Silva, Chael Sonnen e os assistentes técnicos para uma conversa sobre a briga entre os dois treinadores. O presidente do UFC logo anunciou a expulsão de André Dida.

– Eu gostaria de começar falando com o Dida. Eu gostaria que você deixasse o show. Você tem que sair. O que você fez foi uma desgraça. Bater em Chael enquanto ele estava no chão com o Wanderlei… Isso não corresponde ao que é este esporte, e você tem que deixar o show. Você deveria ser preso, para ser honesto – disse Dana.

Logo depois, o dirigente voltou a sua ira para os Wanderlei Silva e Chael Sonnen. Dana pediu uma trégua entre os dois até o fim das gravações.

– Sobre vocês (Wanderlei Silva e Chael Sonnen), eu sei que um não gosta do outro. É divertido, legal… Mas temos viajado o mundo por anos tentando regulamentar este esporte. Se vocês querem lutar de graça, eu vou adorar não ter de pagar vocês. Seria ótimo! Vocês são atletas profissionais, nós pagamos muito dinheiro para vocês competirem e assim decidir quem é o melhor. Vocês estão em um programa comandando jovens lutadores, e o que eles vão fazer depois de ver isso? Façam-me um favor: mostrem um pouco de respeito pelo esporte, mostrem um pouco de respeito por vocês mesmos e vamos manter as coisas no lugar até o fim da temporada.

Deixe uma resposta