Após episódio de racismo envolvendo Sterling, NBA abre investigação

bas_chrispaul_reu
(Foto: Agência Reuters)

Os comentários racistas atribuídos ao dono do Los Angeles Clippers, Donald Sterling, estão sendo investigados pela NBA. A liga americana divulgou que abriu inquérito para autenticar o áudio da gravação veiculada pelo site americano “TMZ Sports” pertence mesmo ao dirigente. Em uma conversa por telefone com a namorada V. Stiviano, Sterling manda a modelo não levar negros para as partidas da equipe californiana.

– Os comentários ouvidos na gravação são perturbadores e ofensivos. Estamos em processo de investigação completa sobre a gravação do áudio obtida pelo TMZ, mas, no momento, não temos mais informações – disse o porta-voz da NBA, Mike Bass, que não informou que punições os Clippers podem receber.

Os Clippers também anunciaram uma investigação independente sobre o caso. Em nota, o presidente do time, Andy Roeser, afirmou haver uma suspeita de que a mulher na gravação seja uma ré de um processo movido pela família Sterling. Ela, que não foi identificada, teria prometido uma vingança.

– Escutamos o áudio da TMZ e não sabemos se é legítimo ou se foi alterado. O Sr. Sterling é enfático em afirmar que o conteúdo da gravação não reflete nem consiste com suas opiniões, crenças ou sentimentos. É a antítese de quem ele é, do que ele acredita e de como ele tem vivido. Ele se sente péssimo por tais sentimentos terem sido atribuídos a ele e se desculpa com qualquer um que possa ter se machucado pelos comentários – disse Roeser.

Magic Johnson comentou o episódio em uma rede social. Ele disse que nunca mais irá a um jogo dos Clippers enquanto Sterling não deixar o comando da equipe e lamentou por colegas negros que trabalham no time californiano.

– Eu lamento por meus amigos, o técnico Doc Rivers e Chris Paul, que têm de trabalhar para um homem que se sente desse jeito sobre os negros americanos. É uma vergonha que Donald Sterling pense que sua namorada não deva levar pessoas negras para os jogos dos Clippers – disse Magic Johnson.

Chris Paul divulgou um comunicado por meio da união dos jogadores da NBA.

– Em nome da Associação Nacional de Jogadores de Basquete, acredito que esta é uma questão muito séria, que será abordada agressivamente – afirmou a nota.

Deixe uma resposta