Anac investiga delivery de pizzaria com drone

(Foto: Reprodução/Youtube)
(Foto: Reprodução/Youtube)

Uma pizzaria em Santo André, no ABC paulista, usou pela primeira vez um drone para entregar pizzas a seus clientes. No entanto, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Força Aérea Brasileira (FAB) não autorizaram a ideia e investigarão o caso, até porque o o pedido não chegou a ser feito pela empresa.

O teste de delivery ocorreu em outubro, mas a Vero Verde só liberou imagens do drone-motoboy na ultima semana. A ação é inspirada em experiências internacionais, como a da Amazon, que planeja um esquema de entrega de produtos feita pelo equipamento.

“Nenhuma aeronave remotamente pilotada, seja de aplicação civil ou militar, poderá decolar sem a autorização do DECEA, órgão que legisla sobre os drones. Para testes de aeronaves não certificadas é necessário obter o CAVE, certificado de autorização de voo experimental, cuja emissão é de responsabilidade da Anac”, informou a ANAC. “Esse certificado permite apenas operações experimentais em áreas não densamente povoadas, ou seja, não permite operações com fins lucrativos e nem operações em áreas urbanas”, completou.

Segundo a agência, se o intuito do estabelecimento comercial for criar uma frota de drones que substitua os motoboys, terá antes que aguardar que a regulamentação esteja disponível.

Deixe uma resposta