Adriano Imperador, não volte, por favor!

Por Deyvid Xavier

Foto: torcedores.uol.com.br

Em uma entrevista ao programa “Conversa com Bial”, apresentado por Pedro Bial, Adriano Imperador falou sobre muitos assuntos de sua vida, inclusive, que pensa em voltar ao futebol em 2018. Então, vamos lá…

Adriano Imperador foi craque! Primeiro, o apelido “Imperador” não é para qualquer um. Jogadores que recebem apelidos como imperador, fenômeno, rei do futebol, mago da bola, e por aí vai, merecem todo o respeito, porque jogam ou jogaram muita bola. Quem não vibrou até chorar com o gol de Adriano o último lance da Copa América de 2004, sobre a Argentina, quando os rivais faziam graça dando o jogo por vencido? Ou aquela “bomba” de fora da área contra os mesmos argentinos na Copa das Confederações de 2005, conquistando o título com uma goleada? Sim, Imperador, aqui deixo o meu respeito a você, um dos melhores do futebol. Pena que você perdeu a oportunidade de liderar a seleção em 3 Copas (2010, 2014 e até mesmo 2018).

Sabemos que você viveu problemas pessoais que atrapalharam muito a sua vida, como a morte de seu pai e o problema com alcoolismo. Outro detalhe é: as pessoas que você se junta é problema seu e foge do âmbito futebolístico. Em 2018 você estará com 36 anos e fala desta volta ao futebol como se tivesse 20 anos e um futuro promissor pela frente. O futebol e os clubes não são uma brincadeira onde você sai de um para outro clube e vai e volta aos gramados a hora que quiser.

Sua história é rica e respeitável no mundo da bola. O momento, não! Vale lembrar como foi sua saída do Atlético Paranaense, apenas 4 jogos feitos e depois faltou aos treinamentos. Depois veio o Miami United, onde também acabou a parceria pouco tempo depois. Tudo muito rápido e simples, como se as coisas se resolvessem no “hoje eu quero, hoje não estou muito a fim”.

Adriano teve inúmeras oportunidades que o futebol lhe deu, mas ele não quis. Reconhecer os erros é uma atitude magnífica de um ser humano, é o Imperador mostra ser este magnífico ser humano. Mas agora é o futebol que merece respeito, são os clubes que merecem respeito, o futebol já mostrou que quer (ou quis) a volta do Imperador, mas está na hora do Imperador mostrar que quer a volta do futebol. Mas, está anunciado, ele diz que pretende voltar, sem dúvida, muitos clubes terão interesse nisto, porém, que saibam onde estão pisando. Adriano Imperador, muito obrigado pelos serviços prestados à seleção brasileira e ao futebol, mas não volte, por favor!