Acusação do Ministério Público contra Adriano é rejeitada

Jogador Adriano (Foto: Reprodução Instagram)
Jogador Adriano (Foto: Reprodução Instagram)

A acusação do Ministério Público contra o jogador Adriano por associação com o tráfico de drogas no Rio de Janeiro foi rejeitada, nesta quinta-feira (6), pela 29ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça. O jogador, na terça-feira (4), negociava contrato com o Le Havre, clube da segunda divisão do campeonato francês.

A denúncia feita pelo MP acusava o jogador de ter comprado duas motos em nome da mãe do traficante Mika, em 2008. Mika era o chefe do tráfico na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, na época. Segundo o Ministério Público, as motos teriam sido usadas, com a consciência de Adriano, por traficantes da comunidade.

Desabafo

Por meio de uma nota oficial, Adriano desabafou sobre o caso. Confira:

“Esse é um momento que tenho que desabafar. Não abri minha boca quando saiu essa notícia absurda. Fiquei sabendo assim que cheguei ao Brasil, por uma mensagem da minha assessoria.

Milhões de matérias e notas falsas, uns até falaram que eu já estava condenado e sem passaporte! Será que essas pessoas têm família? Será que essas pessoas entendem que estão falando de um ser humano? Será que essas pessoas imaginam o que foi para os meus filhos verem isso tudo?

E agora? Qual será a próxima para aparecerem através da minha imagem? 

Eu sabia que tudo daria certo, pois não devo nada para ninguém, sou honesto, pago meus impostos e tenho orgulho da minha origem!

Deus é mais que isso!

Agradeço à minha família, ao meu procurador Luiz Claudio de Menezes, à minha assessora Renata Battaglia que, como sempre, estiveram ao meu lado o tempo inteiro. Graças a Deus, apesar desses obstáculos que tentam colocar na minha vida, tenho pessoas que “são por mim” ao meu lado.

Adriano Leite Ribeiro”

Deixe uma resposta