Acreditar em quem?

Foto: inaccess.com.br
Foto: inaccess.com.br

Hoje é noite de um dos maiores clássicos do mundo, Argentina e Brasil se enfrentam em Buenos Aires, no Monumental de Nuñez, em jogo válido pela terceira rodada das Eliminatórias Sulamericanas para a Copa da Rússia.

Mas, fora o fanatismo pelo futebol e a sede de ganhar da Argentina (e vale lembrar que Dunga NUNCA perdeu para os “hermanos”), como será o comportamento das duas equipes, e, consequentemente, a qualidade do jogo? A Argentina com muitos desfalques, dentre eles, Carlos Tevez, Sérgio Aguero e também Lionel Messi, “só” estes! Além disto, após o vice campeonato mundial, a Argentina não consegue apresentar futebol convincente. Nas Eliminatórias, ainda não venceu e a última partida foi uma derrota dolorida para o Equador, no mesmo palco de hoje.

Já pelos lados brasileiro, não há desfalques, pelo contrário, Neymar está de volta! Mas sabemos que a seleção também não vem bem (há tempos) e Dunga parece estar cada vez mais pressionado pela imprensa e torcedores. Talvez o nosso “desfalque” seja mesmo o próprio treinador, já que Dunga não é o treinador ideal para a seleção brasileira. Vale observar também como a seleção se comportará em solo argentino, se manterá o esquema mais fechado e saindo nos contra-ataques.

Talvez não veremos o grande jogo técnico esperado de um clássico. Mas, para a Argentina, perder para o Brasil, nunca! Para os brasileiros, perder para a Argentina, jamais! Então, vai na catimba, no peito, na raça e na vontade, afinal, uma derrota pode jogar alguém no abismo…e seria muito bom vê-los caindo cada vez mais, seja na Patagônia, Ilhas Malvinas, Terra do Fogo ou até mesmo Antártida!

Envie seu e-mail para o colunista: deyvidxavier@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta