A renúncia de André Vargas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

André Vargas, deputado petista que foi flagrado em diálogos comprometedores com doleiro, embora tenha pedido licença de 60 dias, deve renunciar pra não ser cassado.

Nos bastidores do Congresso o caso é comentado de maneira efetiva sendo típico de cassação.

O mandato dos deputados está no fim pois tem eleição este ano.

Então, todo processo deve demorar 2 meses.

E seria julgado em plenário aberto sem sigilo de voto.

Ou seja, querer ficar no mandato por poucos meses com cassação provável, não vale a pena.

A renúncia, que tem que ser feita antes do início do processo de cassação, permite que o deputado André Vargas possa ser candidato de novo em outubro e ser eleito por seu grupo.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta