A morte de Eduardo Campos e a politização pernambucana

Aécio e Eduardo , juntos, não pontuam como Dilma nas pesquisas/ Foto: Roberto Pereira
Aécio e Eduardo/ Foto: Roberto Pereira

Durante o velório de Eduardo Campos e seus dois assessores, velório feito ao mesmo tempo e no mesmo local por determinação da viúva Renata Campos, foi demonstrada a politização do povo.

Qualquer pessoa que os repórteres abordavam pra falar, falavam com uma capacidade grande de conhecimento político.

Cada um sabia o que estava falando e sabia porque estava ali.

Eduardo tinha uma adoração do seu povo que raros políticos de hoje em dia tem de verdade de seus eleitores.

Eduardo dificilmente ganharia esta eleição por um detalhe que sua equipe de comunicação relevou.

Não souberem transmitir ao povo do restante do Brasil todo este afeto e amor que o povo de Pernambuco dedicava ao seu líder e comandante.

Fosse isto feito e há muito tempo Eduardo estaria em muito melhor posição de pesquisa.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta