A mancha do Couto Pereira

Foto: esportes.r7.com
Foto: esportes.r7.com

E mais uma vez, o estádio Major Couto Pereira foi palco de confusão após a partida entre Coritiba e São Paulo, onde alguns “torcedores”, tentaram invadir o vestiário do Coxa. A punição foi branda em 2009? Foi! Pois o clube tinha sido suspenso por 30 jogos e depois a pena caiu para 10, o detalhe é que um policial quase foi a óbito em pleno gramado. E novamente o belíssimo estádio do Coxa volta a ser palco de confusões. Infelizmente, é de praxe o STJD punir e voltar atrás. Mas o que fazer com a reincidência? Já chega de só lamentarmos este tipo de atitude! Já passou da hora das punições serem pesadas para, aí sim, começarmos a tentar mudar alguma coisa.

Muitos torcedores (de bem) podem estar pensando: “mas cadê o futebol? Por que perder tempo falando de arbitragem ou de brigas?”. Não é perda de tempo! Isto também faz parte do esporte que amamos, pois estão diretamente ligados ao espetáculo. A arbitragem no Brasil erra lances infantis e têm critérios horríveis (ou até mesmo a falta de critérios), e querendo ou não, confusões com torcedores fazem parte do cenário futebolístico do país há muito tempo. E chega! Basta! A lei deve ser pesada e casos de reincidência devem ter punições cada vez maiores. Já diria o ditado: “quem não aprende no amor, aprende na dor!”. E para pensarmos em diminuir  toda esta palhaçada, leis rigorosas que sejam cumpridas (e compridas!).

É por conta destes que os torcedores de bem estão se afastando cada vez mais dos estádios, por conta destes que as famílias preferem ver os jogos pela televisão e não desfrutam da maravilhosa sensação de ir ao estádio, num domingo à tarde, ver uma partida de futebol e incentivar o clube de coração. Que os superiores resgatem a magia do futebol urgente!

Envie seu e-mail para o colunista: deyvidxavier@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta