A inaceitável demissão do técnico do Gugu

gugu record

Aconteceu algo inaceitável que foi a demissão do técnico de áudio do programa do Gugu.

Acontece que o áudio da entrevista de Suzane Hichthofen foi captado certo no tom certo e em determinada câmera.

Isto foi feito pelo técnico que é da produtora do Gugu.

Acontece que o pessoal do jornalismo da TV Record decidiu, sabe-se lá o motivo, reeditar toda matéria da entrevista.

Então o pessoal do jornalismo da TV Record levou o material e editou do jeito deles.

Talvez pelo tempo curto e a necessidade de fazer uma reedição que ficasse mais sensacionalista, editaram a entrevista mas baseando áudio na câmera errada.

E depois de feito não daria tempo de refazer.

Ninguém tinha que ser demitido porque se houve erro foi pelo desentendimento da equipe da produtora do Gugu com o pessoal do jornalismo da TV Record.

Se tivesse tido entendimento se saberia o jeito que foi feita a gravação e onde estava baseado o áudio.

Gugu não poderia permitir uma demissão destas porque Gugu sabe exatamente o que aconteceu.

Nem o diretor de jornalismo da TV Record, Douglas Tavolaro deveria permitir uma demissão destas.

O que vale é que a entrevista foi um sucesso com o erro e tudo mais.

Eu escrevi no post que eventuais erros de edição não comprometiam o trabalho realizado.

Se o responsável pela captação de som continuar demitido isto passa a ser uma grande injustiça e os dois comandantes, Gugu e Douglas Tavolaro são responsáveis por isto.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta