A disputa engraçada dos tucanos pela Prefeitura de São Paulo

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os tucanos tem o dom de derrubar seus próprios companheiros com uma desfaçatez incrível.

Lembro de FHC que trabalhou pra Serra perder de Lula.

Lembro que Geraldo teve menos votos no segundo turno que no primeiro, coisa inédita na política quando enfrentou Lula.

Lembro que Haddad foi eleito porque os tucanos de desentenderam e preferiram ficar de briga a ganhar a eleição.

Agora os tucanos estão de briga pra escolher quem vai ser candidato à prefeitura agora.

Saiu na frente João Dória Jr.

Saiu ao lado Andrea Matarazzo.

Estes dois deveriam decidir de imediato a escolha.

Mas eis que aparece um outro candidato que só apareceu pra embananar o jogo e se colocar à disposição de alguém depois.

Falo de Tripoli, que não tem a menor chance de ser eleito.

Mas então vejo que Trípoli foi lançado por Bruno Covas e José Anibal.

Se Bruno Covas ou Anibal tivessem chance de ganhar a escolha teriam saído eles e não inventado um Trípoli.

Então jogaram apenas pra que o jogo fosse ter outra etapa de disputa.

Montaram uma barraquinha de pastel no meio da feira.

Ninguém mais pode garantir se no segundo turno ganha João ou Andrea.

Deixe uma resposta