A comparação com o impeachment de Collor

fora collor

A diferença entre o impeachment de Collor e o de Dilma está na origem do comando da ação.

A militância do PT contra Collor ajudou sim.

Mas não foi o bastante.

A estratégia foi toda desenhada por Roberto Marinho, dono da TV Globo que se sentiu traído por Collor.

Ao lado de seu amigo Antônio Carlos Magalhães, Roberto Marinho arquitetou a história.

Vamos lembrar primeiro que em 1992 a TV Globo era absoluta e não havia outra emissora que desse apoio ao Collor.

Onde estava o erro de Collor?

Em não ter apoio do Congresso e aliás desprezar este apoio.

Além de não ter apoio do Congresso, tinha um adversário que era um PT virgem e com vontade de luta.

Roberto Marinho se sentiu traído por Collor quando Collor começou a conversar com Brizola e se unir a Brizola.

Brizola vendeu a ideia de que Collor poderia ser um ditador criando uma República Socialista idealizada por Brizola.

E Collor aceitou a ideia que o tornaria um ditador sulamericano baseado no socialismo bolivarianismo.

Podem ver que esta ideia não é original do PT e seus partidos de esquerda.

A inteligência de Brizola tentou colocar em prática isto antes.

Mas a inteligência de Roberto Marinho viu em 92 tudo que poderia acontecer e que na verdade está acontecendo agora.

Na época a ideia de Brizola era tomar a TV Globo de Roberto Marinho a pretexto de segurança nacional.

Nos tempos atuais se controla uma emissora dando bastante dinheiro de publicidade a ela.

Então Roberto Marinho agiu na mídia contra Collor potencializando os movimentos daquela época contra Collor, ao contrário do que os filhos de Roberto Marinho fazem agora subestimando os movimentos contra Dilma.

Em 92 os Caras Pintadas não tinha volume pra ocupar a Paulista, ficavam na frente do Colégio Objetivo, mas a TV Globo mostrava apenas aquele grupo dizendo que pararam a Paulista.

E Antônio Carlos Magalhães articulava no Congresso com os políticos mostrando o perigo do bolivarianismo que Collor e Brizola iriam criar.

Na época foi a rapidez de Roberto Marinho que realizou o impeachment.

Mas nos dias atuais, uma estranha amizade entre João Roberto Marinho com Dilma, confessada pela Dilma a amigos, emperra a TV Globo pra realizar sua tarefa.

 

Deixe uma resposta