A Calcinha Milagrosa do Reveillón

lendas do universo

Luciana do Rocio é uma das maiores contadoras de história do mundo. São milhares de textos escritos. Ela pesquisa, vai atrás das histórias, conversa com moradores dos locais, e, muitas vezes, acrescenta uma pitada de imaginação nas lendas.

 

 Dani era uma moça muito supersticiosa que nunca deixava de fazer a simpatia da calcinha de réveillon. Por exemplo: se num ano ela desejava amor vestia tanga rosa, mas se no outro ano esta moça queria dinheiro ela colocava calcinha amarela, porém se num ano Dani sonhava com paz ela trajava peça íntima branca e assim por diante. O problema é que esta mulher notou um detalhe: a simpatia, realmente, funcionava. Mas, quando ela alcançava o amor faltava o dinheiro e quando ela conseguia grana não tinha amor. 

Mesmo assim a jovem continuou insistindo com a superstição. Então, ela comprou uma calcinha branca porque queria paz no ano seguinte. Dani morava em Curitiba, mas planejou de passar aquele réveillon na praia de Caiobá. 
Desta maneira, a jovem comprou uma peça íntima nova, porém como era muito higiênica, ela pediu para sua nova empregada lavar a calcinha antes de colocar esta roupa na máquina. A secretária do lar, como era inexperiente, resolveu lavar a tanga branca junto com outras peças coloridas. Quando a máquina parou, a serviçal notou que a peça íntima estava manchada de cores como: amarela, rosa, verde, azul e só uma parte ficou branca. Assim, a secretária do lar ficou desesperada. Por isto, quando fez as malas da patroa, colocou a tanga manchada no fundo da mala. 

calcinha colorida

Quando Dani chegou a sua casa de praia, a primeira atitude que ela desejou foi tomar banho. Então, esta moça procurou a calcinha branca na mala. Porém, ficou assustada ao ver que sua tanga branca estava manchada de várias cores. Deste jeito ela exclamou: 
– Que empregada incompetente! 
– Ainda por cima só colocou esta calcinha! 
– Agora, como será minha passagem de ano?! 
Mesmo assim a moça colocou a peça íntima para ver os fogos no litoral e pular as ondas com sete pulinhos. 
No novo ano tudo deu certo para Dani, pois ela: passou num concurso público e arranjou um marido rico. 
Quando chegou o mês de dezembro, esta moça fez a seguinte reflexão: 
– Por que neste ano eu tive coisas como: amor, dinheiro, esperança e paz? 
– Afinal, eu usei uma calcinha manchada de todas as cores na no réveillon. 
– Acho que procurarei uma vidente para me explicar este fenômeno! 
Deste jeito, ela perguntou sobre sua dúvida a uma “curandeira” que explicou: 
– Acontecimentos bons ocorreram com você, neste ano, exatamente porque você usou uma calcinha manchada de várias cores. Afinal amarelo representa o ouro, o rosa invoca o amor, o verde chama a esperança e o azul atrai a serenidade. Conclusão: você teve um ano ótimo porque no réveillon usou uma tanga com todas estas cores misturadas. 

Luciana do Rocio Mallon / @lucianadorocio

“Lendas do Universo”, toda terça-feira, às 13 horas, no BDI.

O livro da autora 

Mande seu e-mail para Luciana : lucianadorocio@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta