• Home »
  • Brasil »
  • O estranho processo de Joaquim Barbosa ao jornalista Ricardo Noblat

O estranho processo de Joaquim Barbosa ao jornalista Ricardo Noblat

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O jornalista Ricardo Noblat foi processado pelo ministro do STF Joaquim Barbosa, por crime de racismo.

O Ministério Público Federal aceitou a acusação e formulou denúncia declarando que “Ao afirmar que o ofendido pertence à categoria dos negros autoritários, o denunciado extrapola a injúria racial [contra Barbosa] (…) pois as ofensas passaram a visar não apenas uma pessoa (…) mas sim menosprezar, induzindo à discriminação de todas as pessoas de cor negra”, diz trecho da denúncia do MPF.

Vou escrever aqui o que escreveu Ricardo Noblat no ano passado que causou a denúncia.

“Além disso, cita que “para entender melhor Joaquim” é preciso acrescentar “a sua cor”. “Há negros que padecem do complexo de inferioridade. Outros assumem uma postura radicalmente oposta para enfrentar a discriminação”, diz texto.

Noblat escreveu que Barbosa não teria sido escolhido ministro do STF pelo ex-presidente Lula apenas por saber jurídico, mas também por sua “cor”. “Joaquim foi descoberto por um caça-talentos de Lula, incumbido de caçar um jurista talentoso e… negro”, escreveu o jornalista.

Ora, se o fato de escrever que se escolheu Joaquim Barbosa por saber jurídico e cor é crime de racismo, o sistema do governo de cotas pra afrodescendentes em faculdades também é racismo e todo governo deveria ser processado.

Pra completar, o ex-ministro Márcio Tomaz, da Justiça, que foi o caça talentos de Lula, deveria vir a público contar o caso.

Mas não esperem que Lula faça o mesmo.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br